Feeds:
Posts
Comentários

Café da manhã
(antes do treino)
1 porção de whey protein
1 batata-doce média
Omelete de 12 claras

Lanche da manhã
(pós-treino)
1 porção de whey protein batido com 1 banana

Almoço
1 prato de salada de folhas variadas
4 col. (sopa) de arroz integral
1 porção média de peixe assado
1 pires de legumes ou verduras refogados
1 pote de gelatina

Lanche da tarde
1 barrinha de cereais
1 porção de suplemento à base de proteína, batido com uma fruta
Jantar
1 prato de salada de folhas variadas
1 filé de frango grelhado

Ceia
1 punhado de oleaginosas (que podem ser castanha-do-pará, castanha de caju sem sal, nozes ou macadâmia)
1 pote de gelatina
1 porção de whey protein

 

134428_36

Brasil

Quino, o cartunista argentino, autor da Mafalda, desiludido com o rumo deste século no que diz respeito a valores e educação, deixou impresso no cartum o seu sentimento:









A genialidade do artista faz uma das melhores críticas sobre a criação de filhos (e educação) nos tempos atuais.

Tem que trabaiá né

A Procura

“Quem foi que disse que o amor não mata
Quem te falou nunca amou assim…
Assim do jeito que estou te amando
Por isso sofro sem você aqui…
Já me falaram eu não acreditava
Que o amor faz vc feliz…
Só não falaram que ele faz sofrer
Pois to sofrendo sem vc…
Vou viajar… Te procurar
Vou embarcar no primeiro avião…
Em busca da felicidade eu vou
Pois eu não posso viver sem teu amor…
Por isso que eu to lhe telefonando
Só pra saber onde você está…
Pra te dizer que logo estou chegando
Chegando para te amar…”


Só de sacanagem

Meu coração está aos pulos;
Quantas vezes minha esperança será posta à prova?

Por quantas provas terá ela que passar?
Tudo isso que está aí no ar,
malas, cuecas que voam entupidas de dinheiro,
do meu dinheiro, que reservo duramente para educar
os meninos mais pobres que eu, para cuidar
gratuitamente da saúde deles e dos seus pais,
esse dinheiro viaja na bagagem da impunidade e eu não posso mais.

Quantas vezes, meu amigo, meu rapaz, minha confiança vai ser posta à prova?
Quantas vezes minha esperança vai esperar no cais?

É certo que tempos difíceis existem para aperfeiçoar o aprendiz,
mas não é certo que a mentira dos maus brasileiros venha quebrar no nosso nariz.

Meu coração está no escuro, a luz é simples, regada ao conselho simples de meu pai, minha mãe, minha avó e dos justos que os precederam: “Não roubarás”, “Devolva o lápis do coleguinha”, Esse apontador não é seu, minha filhinha”.

Ao invés disso, tanta coisa nojenta e torpe tenho tido que escutar.
Até habeas corpus preventivo,coisa da qual nunca tinha ouvido falar
e sobre a qual minha pobre lógica ainda insiste:
esse é o tipo de benefício que só ao culpado interessará.

Pois bem, se mexeram comigo,
com a velha e fiel fé do meu povo sofrido,
então agora eu vou sacanear:
mais honesta ainda vou ficar.

Só de sacanagem!

Dirão: “Deixa de ser boba, desde Cabral que aqui todo o mundo rouba” e eu vou dizer:
Não importa, será esse o meu carnaval, vou confiar mais e outra vez.
Eu, meu irmão, meu filho e meus amigos, vamos pagar limpo a quem a gente deve e receber limpo do nosso freguês.

Com o tempo a gente consegue ser livre, ético e o escambau.
Dirão: “É inútil, todo o mundo aqui é corrupto, desde o primeiro homem que veio de Portugal”.
Eu direi: Não admito, minha esperança é imortal.

Eu repito, ouviram?
IMORTAL!

Sei que não dá para mudar o começo,
mas, se a gente quiser,
vai dar para mudar o final!

By Elisa Lucinda, 12 de agosto de 2005.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.